Formas de levar dinheiro na viagem

Existem várias formas de levar dinheiro em sua viagem. Você conhece as opções disponíveis e vantagens e desvantagens de cada uma?

Dólar em espécie (CASH):

É necessário que você leve uma certa quantia em dinheiro (pelo menos uns US$200-300, pois nem para tudo você pode usar o cartão. Esta é a forma mais insegura de portar valores, devido ao risco de roubo. Não se preocupe pois a Flórida é um lugar relativamente seguro, mas não dê sopa para o azar. A vantagem do dinheiro em espécie é que será aceito em todos os lugares e você paga IOF de apenas 0,38% (no ato da compra) contra os 6,38% do cartão (na fatura). Pesquise sempre em várias casas de câmbio, pois a cotação varia. E nunca deixe para comprar no aeroporto, pois a cotação será mais alta e normalmente cobram uma taxa de adminstração.

Cartão de Crédito internacional:

Pode ser a maneira mais prática, se você já tem um cartão internacional, mas não a melhor na minha opinião. A cotação do dólar geralmente é melhor que a praticada pelas casas de câmbio, mas lembre-se que você pagará 6,38% de imposto (IOF). Lembre-se de ligar para sua operadora do cartão antes da viagem e comunicar para onde está indo e o período, pois eles podem bloquear seu cartão quando identificarem uma transação fora do comum.

Atenção! Recentemente tenho visto muitos relatos de clonagem de cartão de crédito nos outlets. Se for utilizar cartão, leve um com limite mais baixo e acompanhe sua fatura pela internet.

Cartão de Débito internacional:

Alguns bancos disponibilizam a função débito do exterior, verifique com o seu banco e leve até como um plano B. O câmbio praticado geralmente é bom e o IOF em 2014 passou para 6,38%. Você pode utilizar os caixas-eletrônicos (ATM) para sacar dólares também, mas normalmente há uma taxa para essa operação. Lembre-se de avisar o seu banco sobre sua viagem da mesma forma como deve ser feito com o cartão de crédito. E não se esqueça do saldo em sua conta!!

Cartão pré-pago

Existem vários cartões pré-pagos no mercado: Cash Passport, Visa Travel Money, Global Travel, etc. Esses cartões podem ser oferecidos pelos bancos ou por casas de câmbio. Como no caso do dinheiro em espécie, pesquise bastante sobre as vantagens e desvantagens de cada um, especialmente o câmbio e se há taxas para adquirir e de saque no exterior. O cartão pré-pago é uma ótima maneira para controlar seu orçamento, o IOF também pasosu a ser 6,38% e você paga a cotação do dia da compra, geralmente mais baixa que o dinheiro em espécie na casa de câmbio.

Traveller Check

Apesar de estar caindo em desuso, na minha opinião ainda é uma boa forma de levar dinheiro para o exterior. Alguns dizem que é difícil trocar os travellers, mas já comprei até sorvete na beira da estrada com eles. Vantagens: o troco é dado em dinheiro (pois os travellers tem valor definido), é extremamente seguro (pois você precisa assinar o traveller na frente da pessoa que irá receber e fornecer um documento de identificação), o IOF é de 6,38%, a cotação é sempre boa e em caso de perda, roubo ou extravio, você é reembolsado em até 24h. É importante sempre procurar um banco confiável para emissão dos travellers.

Como dica final, procure sempre se precaver com mais de uma forma de pagamento, imprevistos acontecem. Leve um pouco de dinheiro em espécie, escolha dentre as opções acima aquela que mais lhe agrada para levar a maior parte do seu dinheiro e previna-se com mais uma ou duas formas de pagamento. Por exemplo, se você escolheu o cartão pré-pago (um dos preferidos pela maioria), leve seu cartão de crédito e débito habilitados para o exterior também.

Precisa de ajuda para fazer uma estimativa dos seus gastos na viagem? Veja a página Dinheiro | Quanto Levar

Comentários